Transporte de Mercadorias , Lda

Exercício de simulacro

No dia 17 de dezembro de 2021, às 15h00, a ICM TRANS realizou mais um exercício de simulacro no âmbito do Plano de Emergência Interno aprovado para o seu estabelecimento situado em Cabra Figa (Rio de Mouro), inserido no complexo Silvip.

sim2021-01O exercício de simulacro contou com a colaboração e a participação dos Bombeiros Voluntários de São Pedro de Sintra (BVSPS).

 

A realização do exercício pretendeu atingir os seguintes objetivos:
- Promover a interiorização dos conceitos associados às instruções e procedimentos de emergência associados às ações de intervenção e às rotinas de alarme e alerta, com o objetivo de melhorar o nível de desempenho na atuação em caso de sinistro;
- Testar as estruturas internas de segurança da ICM Trans, treinar e avaliar a sua capacidade de comando e controlo;
- Testar as instruções e procedimentos de atuação em caso de sinistro implementados, no sentido de identificar eventuais lacunas e possibilidade de melhoria;
- Testar as comunicações entre os diversos elementos da estrutura operacional para reposta a situações de emergência;
- Testar o sistema de transmissão automática do alerta aos BVSPS, por parte da central de comando e sinalização do SADI;
- Testar e treinar os elementos da equipa de intervenção na utilização dos aparelhos respiratórios isolantes de circuito aberto (ARICA);
- Avaliar a forma de evacuação do estabelecimento para o ponto de encontro exterior;
- Testar a interação entre a equipa de intervenção da ICM TRANS e as equipas de socorro externas. O simulacro contemplou o seguinte cenário:
- Durante a operação de descarga de um veículo de transporte, na zona dos cais de carga e descarga, ocorre a perfuração pelos garfos do empilhador de uma embalagem de um produto químico no estado físico de líquido (com características de líquido e vapor inflamável);
- Os potenciais riscos associados são o da propagação do incêndio, e da libertação de fumos e gases tóxicos.

 

Em termos da avaliação do exercício, destacamos os seguintes aspetos:
- Empenho e atitude de todos os elementos intervenientes no simulacro;
- Acão eficaz dos elementos das equipas internas de intervenção e de evacuação;
- Funcionamento dos sistemas e equipamentos de segurança;
- Rapidez na transmissão do alerta aos meios de socorro e às entidades vizinhas ao estabelecimento;
- Rapidez na evacuação do estabelecimento;
- Rapidez na chegada dos meios de socorro externos (BVSPS);
- Atuação dos elementos dos Bombeiros Voluntários de São Pedro de Sintra.


A ICM-TRANS agradece a colaboração de todas as pessoas e entidades envolvidas neste simulacro, nomeadamente aos colaboradores da ICM TRANS afetos às equipas de intervenção e de evacuação, aos vigilantes da Strong Charon (presentes na portaria do complexo Silvip), aos Bombeiros Voluntários de São Pedro de Sintra, ao Serviço Municipal de Proteção Civil de Sintra (no papel de observador), à Silvip (entidade gestora do complexo) e à Workcare (no papel de observador).